Conectando – Estudo 4 – A Igreja Batista Vale Verde: História, Votos e Propósitos

História de nossa Igreja:

 A Igreja Batista Vale Verde nasceu no dia 24 de Julho de 2005, a partir de um núcleo infantil na residência do Pastor Anderson de Alvarenga onde permaneceu por seis meses. Sua missão inicial era a evangelização de crianças e o atendimento aos seus familiares através de ações comunitárias, ao oferecer cursos de violão e informática, estudos bíblicos, aconselhamento cristão e pastoral, além de suas celebrações sempre espontâneas e informais.

Cremos na importância de uma educação e formação cristãs desde a infância e, portanto nos esforçamos para alcançar as crianças de nossa região através da pregação da Palavra de Deus com uma linguagem simples e atrativa, voltada às suas expectativas, necessidades e compreensão.

Após este período alugamos o galpão da Rua Dalva de Matos, 133 onde passamos nosso primeiro Ano Novo juntos nas novas dependências. Algum tempo depois, no dia 11 de Março de 2007, com o objetivo de organizar-se legalmente, realizou-se a Assembléia de fundação jurídica da Igreja.

Já sob uma nova realidade, nossa missão passa a incluir o objetivo de alcançar os sem igreja ao nosso redor, promovendo entre eles o Reino de Deus em seu mais amplo aspecto e extensão, direcionando-os à interação com toda a comunidade de fé.

Como resultado, percebemos um envolvimento dos vizinhos e amigos da Igreja nas atividades e manutenção do trabalho, a cumplicidade de nossos membros e a parceria com outras igrejas.

Adquirimos o imóvel ora locado, uma infra-estrutura e mobiliário adequados, equipamentos de som e multimídia modernos para maximizar o aprendizado, mas fundamentalmente contamos com uma equipe de líderes em constante treinamento que dinamizam a missão da Igreja e fomentam as diretrizes do Reino de Deus.

Agora, nossa missão mais uma vez está sendo ampliada para priorizar o atendimento familiar com cursos como: Aliança, Homem ao Máximo, Mulher única, Educação de Filhos à maneira de Deus, Conectando, Módulos da Comunhão, Palavra, Oração e Vida Simples.

No dia 04 de Agosto de 2013 concluímos a construção, inauguramos e consagramos o Templo da Igreja Batista Vale Verde ao Senhor.


Nosso Objetivo é: Crescer para Servir.

Nossa Missão é: O Cuidado e o Bem Estar Integral da Criança, do Adolescente e Sua Família.

Nossos Propósitos são: Adoração, Comunhão, Discipulado, Evangelismo e Serviço.

Nossa Declaração de Propósito é: Nosso Ministério Existe para Alcançar pessoas sem Igreja; para as Conectar com outras pessoas, Ajudá-las a Crescer, Desafiá-las a Descobrir Seus Ministérios e a Celebrar a Deus com suas Vidas.

Nossos Valores como Igreja são: Fidelidade à Bíblia, Dinamismo, Sensibilidade às Pessoas, Presença na Comunidade, Missões.

Nossos Votos como Igreja são: Trate seriamente com o pecado, Não seja dono de coisa alguma, Nunca se defenda, Nunca passe adiante algo que possa prejudicar alguém, Nunca aceite qualquer glória.

1º voto – Trate seriamente com o pecado

Leitura Bíblica: I João 1:1-10

Nosso primeiro voto coloca o pecado na perspectiva correta, ou seja, ele é o mesmo antigo inimigo da alma (Ez.18:4b) e para tratar seriamente com o pecado devemos, além de confiar no poder remidor do Sangue de Jesus Cristo, precisamos contar com a ajuda das disciplinas espirituais e desenvolver atitudes positivas contra o pecado. Portanto, todo pecado deve ser IDENTIFICADO, NOMEADO e REPUDIADO. Os três “Ps” representam as formas mais amplas de se identificar os pecados: PODER, que é a confiança e o amor à segurança que o dinheiro oferece nos afastando da dependência divina. PRAZER, que são as punções, desvios e todo tipo de desordem de orientação sexual que contaminam o nosso interior, o hedonismo. E o PRESTÍGIO que é o encantamento com as luzes da fama, a vaidade, e toda forma de culto que coloca o homem no lugar que pertence a CRISTO. Precisamos ter fé que Deus está fazendo uma grande obra em nossas vidas e nunca desistir diante da força e persistência do pecado que nos assedia a todo o tempo.

Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; (I João 2:1)

2º Voto: Não seja dono de coisa alguma

Leitura Bíblica: Mateus 6:19,20

Nosso segundo voto nos alerta sobre os perigos que cercam a sensação de posse, a necessidade de acúmulo de coisas e bens e a importância indevida dada a valores transitórios ao que chamamos de MATERIALISMO. Não é pecado possuir coisas, mas devemos administrá-las como acréscimo dado naturalmente por Deus através de nosso trabalho e não dar a essas coisas lugar central em nossas vidas. Essa sensação de posse e controle pode também ocorrer em relação a pessoas o que é igualmente fruto de uma relação egoísta. Portanto liberte-se do TER e exercite o SER.

“porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.” (Mateus 6:21)

3º voto: Nunca se defenda

Leitura Bíblica: Isaías 54:17

Esse voto parte da perspectiva de que a segurança de nossa reputação está em Deus. Uma consciência PURA diante de Deus traz consigo a PAZ necessária que nos habilita a viver uma vida sem a preocupação de se defender e se justificar de acusações ou difamações de quem quer que seja inclusive de Satanás. Todos nós temos o ímpeto de nos defender seja por uma questão de sobrevivência, afirmação ou de preservação moral. Caso queira se defender Deus permitirá, mas trata-se de uma tarefa pesada e inútil, pois justificativas, via de regra produzem desgastes relacionais e mais desconfiança. Além disso, você pode realmente obter um efeito contrário. Portanto, não se justifique, sofra o dano. Permita que Deus te defenda (Ex. 23:22). Crucifique seu orgulho, crucifique sua reputação, crucifique sua dignidade. Deus lhe enviará o auxílio necessário. Ele te justificará, te defenderá das acusações falsas, injúrias, objeções, invejas e das acusações verdadeiras, pecados, falhas no caráter e fraquezas, pois estamos escondidos em Cristo. (Col 3:3). É verdade que às vezes Deus permite que sejamos perseguidos, humilhados e que mesmo inocentes experimentemos o caminho da CRUZ, para nos provar, para nos exaltar e nos manter dependentes d’Ele. Por que o lugar mais alto para se estar é aos pés da cruz.

“só existir entre vós demandas já é completa derrota para vós outros. Por que não sofreis, antes, a injustiça? Por que não sofreis, antes, o dano?” (I Co 6:7)

4º voto: Nunca passe adiante algo que possa prejudicar alguém

Leitura Bíblica: Tiago 1:26

Nesse voto A.W. Tozer afirma que “O fofoqueiro não tem lugar no favor de Deus. Se você sabe alguma coisa que possa vir a obstruir ou ferir a reputação de um dos filhos de Deus, enterre-a para sempre…”. O amor cobre multidão de pecados (1 Pe 4.8). Se você quer que Deus seja bondoso com você, terá também de ser bondoso com seus outros filhos (Mt 7:2). Eleanor Rosevelt, coerentemente afirmou que: mentes pequenas discutem pessoas, mentes medianas discutem eventos e mentes grandes discutem idéias. Portanto não empreste seus lábios e seus ouvidos à FOFOCA, “porque o SENHOR abomina o perverso, mas aos retos trata com intimidade.” (Prov 3:32). Em Tiago 3:6 lemos: “Ora, a língua é fogo; é mundo de iniquidade”; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno”.

Cuidado com os pecados da LÍNGUA, não se esforce para descobrir o segredo, “O mexeriqueiro descobre o segredo, mas o fiel de espírito o encobre. (Prov. 11:13). Por outro lado, se você perceber algum comportamento inadequado de um irmão, o procure pessoalmente e o confronte. Caso ele não te ouvir faça o que Jesus ensinou em Mateus 18:14-18.

“A língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero. (Tiago 3:8)

5º voto: Nunca aceite qualquer glória

Leitura Bíblica: Isaías 42:8

Nosso último voto trata de nossas motivações no culto, no trabalho na Casa do Senhor e em nossas interações relacionais no ambiente de nossa fé cristã. Nosso cuidado em todo o tempo deve ser o de zelar para que nosso CORAÇÃO não seja tentado a receber a honra e a glória que pertencem unicamente ao Senhor Jesus. (João 3:30). Somente Deus sabe lidar com o poder, nem anjos, nem homens conseguiram lidar com a admiração advinda de sua beleza ou talentos. Por sua vez a tentativa de usurpação da glória que é devida a Deus gera soberba, corrupção e QUEDA. Esse é o efeito da chamada Síndrome de Lúcifer. Portanto aprenda a lidar com a admiração dos outros, não receba a glória, não esteja entre bajuladores ou entre aqueles que buscam a admiração dos homens. Dê toda honra e toda glória a Deus na pessoa de Jesus Cristo.

“…Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!” (Romanos 11: 33-36)


Bibliografia

  • A. W. Tozer. Cinco votos para receber poder espiritual. Editora dos Clássicos: 2004. 1ª Edição, São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *