Conectando – Estudo 2 – Trindade

O Termo Trindade não aparece na Bíblia, trata-se de um Dogma da Fé Cristã, um Mistério que só pode ser compreendido em termos de um relacionamento entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Quando de sua criação, o homem é então convidado a participar da Comunhão Trinitária.

O Termo grego utilizado por João Damasceno, um dos pais da Igreja, para representar a Trindade e explicar essa relação é Pericorese, que significa rotação, girar em torno de, coabitação, dança em círculo.

A Trindade é a compenetração das pessoas, é um recíproco estar no outro. Esta ação de amor não está fechada em si, mas aberta a toda Criação e este deveria ser nosso estilo de viver. A Criação de Deus é marcada pela diversidade. Em todas as dimensões do Universo encontramos algo parecido, mas sempre com um aspecto diferente do outro, sempre um complementando o outro.

O mundo não é dividido, mas diversificado. A Trindade não é dividida, mas há uma diversidade de pessoas e essa simbologia nos desafia a viver uma Espiritualidade Inclusiva, Interativa, Cooperativa ao aceitar o outro, sem querer dominá-lo ou excluí-lo. Essa compreensão sobre a Trindade nos aproxima do Mistério Trinitário e amplia nossa concepção sobre o semelhante promovendo respeito, cumplicidade e identificação.

  1. Quem é Deus?

 A Bíblia diz que o nosso Deus é uma Trindade Santa e Perfeita – I Pe 1:2,   II Co 13:13. Leonardo Boff afirma que: “A Trindade é a Melhor Comunidade.”

  1. Como se manifesta?
  • Deus Pai (Javé, Jeová, IHWH)

O grande Eu Sou – Ex. 3:14

Criador – Rm. 1:20

Pai – Mt. 6:9

  • Deus Filho (Jesus)

Filho de Deus – João 5:17-18

Salvador – Mt.1:21

Cordeiro – Jo. 1:29

Pão da vida – Jo.  6:35

Luz do mundo – Jo. 8:12

  • Deus Espírito Santo (Parákletos ou Consolador)

Agente na obra da salvação como:

Convencedor – Jo. 16:7-11

Regenerador – Tt. 3:4-7

Habilitando o homem a crer – ICo. 12:3

Consolador – Jo. 16:7

Intercessor – Rm. 8:26

Concede à Igreja os dons – ICo. 12:4-11

  1. Como Deus se revela ao Homem?

Revelação na Criação – Rm. 1:19,20

Revelação na Salvação: através de Jesus Cl. 2:9; na reconciliação com Deus IICo. 5:19

Revelação Pessoal : através do Espírito Santo – Rm. 5:5

4. Os Atributos de Deus:

 Atributo: O que é próprio de um ser. A qualidade atribuída ao sujeito.

Como podemos conhecer os Atributos de Deus?

Através da Bíblia: Ela nos revela Deus através de sua ação ali relatada.  (Ex. 3:14)

  • Através da Criação: (Rm. 1:20)
  • Através da Percepção Humana: Fé e experiências cristãs.
Quais são estes Atributos?
  • Exclusividade: não existe outro igual (Dt. 6:4; Is.45:18; ICo.8:4 -6)
  • Verdade: Que tem vida e existe de fato, é genuíno, sem mistura e alteração. (ITs.1:9)
  • Perfeição: que reúne todas as qualidades concebíveis. (Mt. 5:48)
  • Imutabilidade: Não sujeito a mudança. (Tg. 1:17)
  • Eternidade: Que não tem principio nem fim. (ITm. 1:17)
  • Onipotência: que pode tudo. (Jó. 37:23)
  • Onisciência: que sabe tudo. (Dn. 2:22, Rm.11:34)
  • Onipresença: que está presente em todos os lugares ao mesmo tempo.  (Sl.139:7-12)
  • Liberdade: que age por si mesmo, ilimitado e superior a todos. (Sl. 115:3, Ef. 1:11)
  • Santidade: santo, separado do mundo. (Is. 6:3)
  • Amabilidade: sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro. (IJo. 4:8-16)
  • Justiça: conforme à justiça (capacidade de julgar segundo o direito e melhor consciência), à equidade (disposição de reconhecer a igualdade e direito de cada um), à razão (capacidade de julgar e ponderar idéias) (Na. 1:2,3)
  • Auto-suficiência: (At. 17:24,25)
  • Humanidade: identificou-se com a raça humana por meio de seu esvaziamento, (Doutrina da Kenosis) (Fil. 2:7; Ef.4:13)
Conclusão

O nosso Deus tem todas as qualidades para ser digno do nosso culto, serviço e obediência.

(Sl.150:6, Mt. 4:10, Ap. 5.11-14, 7.11,12)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *