ESTUDOS DIRIGIDOS 44 – 6° ESTUDO – SÉRIE: SERMÃO DO MONTE – TEXTO BASE: MATEUS 5: 33-37

ESTUDOS DIRIGIDOS 44

6° ESTUDO – SÉRIE: SERMÃO DO MONTE – TEXTO BASE: MATEUS 5: 33-37

INTRODUÇÃO: A lealdade, a constância de palavra, a firmeza nos compromissos assumidos, deve ser uma qualidade do caráter daquele que serve a Jesus. Se Deus não fosse fiel, nós simplesmente não poderíamos confiar Nele. Os antigos, ao colocar suas tradições em pé de igualdade com a Palavra de Deus revelada através das Escrituras, estavam relativizando essa autoridade e ao mesmo tempo elevando a autoridade das tradições humanas.

 

PARA REFLETIR: O juramento em Nome de Deus só é necessário se a palavra do filho de Deus não merece confiança. Caso mereça, basta sua palavra. Jesus estava combatendo o costume de usar diferentes graus de juramento para se livrar da necessidade de falar a verdade. É como em nossos dias em que as pessoas exclamam: “juro por Deus” como uma forma de autenticar suas afirmações. Se o que dizemos é sempre a verdade, para que jurar? Se nem sempre falamos a verdade estamos desonrando o Nome de Deus ao usá-lo para encobrir a falsidade. Também o exagero e a omissão de detalhes são formas de mentir. Ocultar a verdade quando ela é esperada é a mesma coisa que mentir. O juramento em si não está sendo proibido. Jesus falou sob juramento Leia Mt 26:63. Paulo tomou Deus como testemunha das suas palavras Leia Gal 1:20; 2 Cor 1:23. Somos ordenados a obedecer as autoridades Leia Rom 13:1, o que inclui os tribunais. O ponto é que o Cristão deve guardar como Santo o Nome de Deus, porque é o Nome de Deus. Não somos proibidos de pronunciar este Nome, mas só devemos pronunciá-lo com o respeito e a reverência que lhe são devidos. Isso provém de pessoas que falarão a verdade sempre, com ou sem o Nome de Deus, porque sabem que tudo que falam é testemunhado e um dia será julgado pelo próprio Deus.

NA PRÁTICA: Tenha compromisso com a verdade. Por ir além de um simples “sim ou não” para declarar suas intenções, as pessoas se revelem indignas de confiança, estando, portanto, sob a influência do maligno.  Não seja infiel ou desleal. Honre seus compromissos, mantenha sua palavra. Pague suas contas. Chegue na hora marcada, senão um pouco antes. Não espalhe boatos. Faça uma aliança com seus lábios a respeito da verdade. Leia  Pv 25:19. Não seja filho do diabo. Leia João 8:44.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *