ESTUDOS DIRIGIDOS 35 – Série: As Bem Aventuranças. “Bem aventurados os que os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.” 6º Estudo

ESTUDOS DIRIGIDOS 35

Série: As Bem Aventuranças. “Bem aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.” 6º Estudo

Oração:

Texto: Mateus 5:7

Introdução: Nossa jornada pelas ”Bem Aventuranças” nos trouxe até um dos mais desafiadores Princípios Eternos ensinados por Jesus Cristo. Misericórdia é, literalmente, sentir com o coração (cardia) as misérias do outro.
A misericórdia não é uma virtude natural do homem. O homem é por natureza, mau, cruel, egoísta, vingativo, incapaz de exercer uma misericórdia verdadeira.
Naquela manhã, ao pé do monte, estariam alguns romanos, mas a maioria era de judeus que se julgavam espiritualmente superiores, contudo em termos de misericórdia em nada eram melhores que os próprios romanos. Por sua vez para os romanos a misericórdia era um sinal de fraqueza. Em um ambiente onde a misericórdia é mal compreendida ela não tem eficácia.

Para Refletir: Precisamos entender que misericórdia é um atributo de Deus, Deus é misericordioso. Só podemos exercer misericórdia se essa for gerada em nós por Deus através do seu Espírito Santo na medida em que nos relacionamos com Cristo. Leia Lucas 6:36. A misericórdia não é piedade. Ajudar o necessitado sem amor ou por tradição não é misericórdia. Misericórdia é “entrar” no coração do outro sem considerar suas virtudes ou defeitos, sentir sua dor ou necessidade e fazer tudo ao seu alcance para suprir essa necessidade, sem esperar nada em troca por isso.

Na Prática: Para alguém ser misericordioso é necessário sentir o amor pelo próximo. Sem esse amor não existe misericórdia verdadeira. Leia I Jo 4:8. Esse tipo de amor não tem lastro na religião ou no berço. Ele flui de um relacionamento com Cristo e transborda no relacionamento com os homens. Lembre-se do Bom Samaritano. (Lc 10:30-37) Os misericordiosos são aqueles que aprenderam a amar a Jesus de todo o coração no serviço ao necessitado. Geralmente associamos misericórdia à pobreza material, mas um Cristão verdadeiro vê além da situação social. Ele vê pessoas que estão separadas de Deus pelos seus pecados e destinadas ao inferno. Isso o move a testemunhar do amor e sacrifício de Cristo. Ele entende em seu coração que precisa compartilhar seu maior tesouro, a salvação, com outro miserável pecador. Daniel T. Niles disse que a evangelização é representada por “um mendigo contando a outros onde encontrou pão”. Leia Efésios 2:1-3.  Bem aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia. Ser misericordioso é ser sensível às pessoas.

Oração:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *